Vereador cobra obra no João Braz e faz Indicações

por vca — publicado 18/11/2015 13h00, última modificação 11/03/2016 09h08
18/11/2015

O Vereador Lidson Lehner (PR) apresentou na reunião Ordinária da terça-feira (17) fotos sobre a rua Cristóvão Colombo, no bairro João Braz. O Vereador informou que já havia feito uma indicação sobre o assunto, e retornou ao local, junto com o Secretário Municipal de Obras, Luciano Baião, para verificar quais providências poderiam ser tomadas.

Os moradores fizeram um abaixo assinado, com algumas fotografias, alertando para o problema, e encaminharam ao Vereador Lidson. “Por meio da Indicação de n° 249/2015, aprovada no mês de maio, repassei a reivindicação à Prefeitura”.  

Em um lote localizado na parte baixa da rua foi feita uma retirada de terra, e isso causou um desmoronamento. “Neste local, a rua já está oca. Se um veículo de maior porte, como um caminhão, passar por ali, pode ocasionar o desmoronamento”, alertou. Segundo o Vereador, ele foi informado de que o Executivo já está tentando localizar o proprietário do imóvel.

O Vereador também falou sobre a necessidade das pontes dos bairros Cidade Nova, São José e Vale do Sol. “Tivemos uma Audiência no início do ano, e ficou definido que em 15 dias seria dado o pontapé inicial para a obra, mas a obra não começou. Precisamos que o Executivo nos encaminhe as ações desta Administração para a construção dessas pontes”, destacou o Vereador.

O Vereador Lidson fez também a Indicação de n° 620/2015, solicitando que o Executivo interceda junto ao órgão competente para que sejam atendidos os pedidos da direção da Escola Municipal Professor Mário Del Giudice, na Colônia Vaz de Melo. A solicitação é referente à verba do Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE), que seria utilizada na reforma de banheiros. Segundo a diretoria da escola em ofício encaminhado ao Executivo, cabia a Prefeitura elaborar um projeto e custeio de materiais básicos para a obra, mas que, como o projeto ultrapassou a verba disponibilizada (R$ 40.000,00), o processo está parado. “É necessário, então, que este projeto seja revisto”, disse o Vereador.

 

Texto: Anna Gabriela Motta

Revisão: Mônica Bernardi