Autorização para condução de “cinquentinhas” volta a ser tratada na Câmara

por Assessoria de Comunicação publicado 08/02/2017 16h35, última modificação 09/02/2017 10h05
08/02/2017

O Vice-Presidente da Câmara Municipal de Viçosa, Vereador Helder Evangelista (Cherinho) (PTC), voltou a tratar da questão da Autorização para Conduzir Ciclomotor (ACC), habilitação requerida pelo Departamento Nacional de Trânsito (Denatran) para condutores das populares “cinquentinhas”, mas não emitida pelo Departamento de Trânsito de Minas Gerais (Detran-MG) devido à defasagem no sistema informatizado do departamento. O Vereador tem buscado informações e apoio em diversas frentes para esclarecer o assunto.

De acordo com o Vereador Helder, a solução indicada pelo Detran-MG é que os condutores se habilitem com a CNH na categoria A (motos). Para Helder, isso é prejudicial ao cidadão: “a carteira tem um custo maior, mais conteúdo a ser estudado e maior número de aulas práticas”, observou.

Diante disso, o parlamentar se reuniu com o Defensor Público, de Viçosa, Glauco Rodrigues de Paula (foto), para dar conhecimento do caso e buscar, juridicamente, medidas cabíveis. Na quinta-feira (02), o Vereador também esteve no gabinete do Deputado Estadual Roberto Andrade (PTN), que assumiu o compromisso de averiguar o assunto, e na sexta (03), Helder esteve com o Deputado Federal Rodrigo de Castro (PSDB) (foto), que se comprometeu a discutir a pauta junto ao Conselho Nacional de Trânsito (Contran), órgão responsável pelas normas e diretrizes do trânsito no país.

Na tribuna, Helder afirmou ainda que vai acompanhar o andamento da questão até que se chegue a uma solução, e finalizou: “criam-se leis, mas não oferecem, ao cidadão, condições de se adequar a elas”.

 

Texto: Cleomar Marin

Revisão: Mônica Bernardi

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.