Câmara recebe a Comunidade Vida Nova

por Assessoria de Comunicação publicado 17/04/2017 15h29, última modificação 17/04/2017 15h29
17/04/2017

Pelo Requerimento nº 007/2017, de autoria da Vereadora Brenda Santunioni (PP), a Câmara Municipal de Viçosa, recebeu durante a reunião Ordinária da terça-feira (11), como convidado, o Presidente da Comunidade Terapêutica Vida Nova. A comunidade ainda se fez presente com a participação de seus representantes.

A Comunidade Vida Nova funciona no Palmital, e abriga, atualmente, 19 recuperandos. A capacidade é para 27. Segundo o Presidente Wilson Gomide da Costa, “a comunidade tem trabalhado de uma forma não precária, mas com o mínimo de recurso possível”. E isso fica claro nos números. De acordo com Wilson, o chamado tratamento convencional, “muito pouco diferente do que a gente oferece”, recebe do Estado o repasse em torno de R$1.200,00 a R$1.400,00: “o resultado é que várias comunidades fecharam por falta desse repasse, enquanto nós trabalhamos com o que a pessoa pode pagar”. E completa: “E não é porque ela não pode pagar, que ela não terá uma vaga. Aí é que a vaga está garantida, afinal somos uma entidade sem fins lucrativos.”.

Para o presidente, participar da reunião dos vereadores é uma oportunidade de apresentar o trabalho desenvolvido na comunidade. Wilson, agradeceu a Vereadora Brenda pelo convite e aos demais parlamentares, e pediu apoio: “Quero agradecer também as pessoas que tantos nos ajudam, e peço o apoio e a sensibilidade dos vereadores para levar com afinco esta missão.”.

A horta de subsistência ganhou destaque nas fotos apresentadas. O trabalho é todo dos recuperandos, e realizado em equipe: “a horta nos ajuda a diversificar a alimentação, e sem ela o impacto financeiro seria muito maior. Além disso, acreditamos que eles precisam fazer algo que crie o compromisso para quando saírem, e nada melhor que trabalhar com a terra (que é terapêutica).”. E salientou: “existe vida após as drogas, estou aqui lutando para que essas pessoas tenham o direito a recuperação.”.

A entidade, que é subvencionada, recebe da Prefeitura Municipal o valor de R$10.000,00 por ano, e tem enfrentado dificuldades: “As doações nos ajudam muito, mas não podemos contar afinal são doações. E agora, ainda temos tido problemas com a falta de remédios na farmácia do SUS.”, finalizou Wilson.

A Vereadora Brenda em sua fala reafirmou o compromisso na busca de apoio: “estaremos em BH, participando de reuniões, e levaremos as demandas da comunidade, e iremos buscar também em Brasília, e até em outras esferas, como a iniciativa privada, o apoio necessário”. O Presidente da Casa, Carlitos Alves dos Santos (PSDB), e os demais vereadores, parabenizaram a iniciativa, e o trabalho realizado pela comunidade.

 

Texto e foto: Mônica Bernardi

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.