Dia do Exército é lembrado na Tribuna Livre

por Assessoria de Comunicação publicado 19/04/2017 11h05, última modificação 19/04/2017 11h16
19/04/2017

No uso da Tribuna Livre, durante a reunião Ordinária da terça-feira (18), o Sargento Reinaldo Vieira Luna, do Tiro de Guerra de Viçosa (TG 04-027), trouxe uma reflexão sobre o dia alusivo ao Exército Brasileiro. E a história nos remete ao ano de 1645.

O dia 19 de abril do ano de 1645, foi instituído em decorrência da vitória das tropas Luso-Brasileiras sobre os Holandeses na primeira batalha dos Guararapes, “a gênese histórica do Exército Brasileiro”, que segundo relato do sargento é: “o marco inicial de uma trajetória de mais de três séculos de sacrifício e lutas pela integridade territorial, integração nacional e defesa da nossa soberania.”. E alerta: “Hoje, assim como em Guararapes, integram nossas fileiras todas as representações de nossa sociedade, sem quaisquer distinções de raça, credo ou status social. Todos soldados. Todos brasileiros.”.

Ainda em sua fala, o Sargento Luna afirma que a Instituição passa por um intenso processo de transformação para configurar uma nova força terrestre que assegure ao Exército a capacidade de atender aos novos desafios da época, e finaliza com a citação do Historiador Gustavo Barroso: “Todos nós passamos. O Brasil fica. Todos nós desaparecemos, o Brasil fica. O Brasil é eterno. E o Exército deve ser o guardião vigilante da eternidade do Brasil.”.

O Presidente da Casa Legislativa, Carlitos Alves dos Santos (Meio Kilo) (PSDB), parabenizou o Exército Brasileiro pelo exercício da cidadania no país, e a atuação do Tiro de Guerra em Viçosa.

 

Texto e foto: Mônica Bernardi

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.