Vereador manifesta repúdio à implantação de turmas multisseriadas em Cachoeirinha

por Assessoria de Comunicação publicado 12/04/2017 11h09, última modificação 12/04/2017 11h09
12/04/2017

O Vereador Edenilson José de Oliveira (PMDB) apresentou a Indicação nº 176/2017 ao Executivo Municipal, na reunião Ordinária da terça-feira (11), que solicita a não formação de turmas multisseriadas na Escola Municipal João Francisco da Silva, no Distrito de Cachoeira de Santa Cruz. O Vereador Edenilson também é autor da Moção nº 008/2017, aprovada na mesma sessão e assinada por outros parlamentares, em que manifesta repúdio à decisão. Membros da comunidade conhecida como Cachoeirinha estiveram no Plenário, em demonstração de insatisfação.

Morador do distrito por mais de 20 anos, o Vereador Edenilson usou a tribuna para relatar a implantação do sistema de turmas multisseriadas na localidade. “Não houve diálogo entre a escola e o município. A comunidade tem muitas outras demandas, nenhuma atendida, e agora querem atingir a Educação que é a base do nosso país”, afirmou. Edenilson leu o trecho de uma carta, em nome da comunidade, em que pais de alunos pedem à Secretaria de Educação que analise novamente a situação: “com a junção das turmas de 1º e 2º períodos, parte do desenvolvimento das crianças fica comprometido”, escrevem.

O Vereador Idelmino Ronivon da Silva (Professor Idelmino) (PCdoB) classificou a iniciativa como uma “agressão do Município à Educação”. Para o vereador, a Administração Pública está considerando questões econômicas em detrimento de questões pedagógicas. O Vereador Sávio José (PT) pediu qualidade no ensino e também se disse contrário à decisão, que para ele é “falta de coerência e planejamento”. O apoio à mobilização dos moradores de Cachoeirinha também foi pauta dos Vereadores Antônio Elias Cardoso (Tuim) (PTB) e Sérgio Aloíso da Silva (Sérgio Construtor) (PSDC), que prometeram fortalecer a resistência contra as turmas multisseriadas.

A Líder do Prefeito na Casa, Vereadora Brenda Santunioni (PP) afirmou que vai buscar informações junto ao Executivo para também lutar pela causa, e disse que a Comissão de Educação da Câmara, Presidida pelo Vereador Wallace Calderano (PSC), “precisa fazer um trabalho para avaliar porquê as ciranças não permanecem em algumas escolas”.

Em defesa das escolas públicas, o Presidente da Casa Legislativa, Vereador Carlitos Alves dos Santos (PSDB), pontuou que é contra as turmas multisseriadas: “tenho certeza que o Prefeito vai resolver isso da melhor forma para a comunidade”.

Assinaram a moção em apoio ao Vereador Edenilson, os parlamentares: Carlitos Alves dos Santos (Meio Kilo); Helder Evangelista (Cherinho) (PTC), Vice Presidente da Casa; Antônio Elias, 2º Secretário da Mesa; Geraldo Luís Andrade (Geraldão) (PTB), Idelmino Ronivon; Paulo Sérgio da Silva (Toti) (PRTB); Ronildo Antônio Ferreira (Dj Ronny) (PSC); Sávio José; e Sérgio Aloíso da Silva.

Texto: Cleomar Marin

Revisão e foto: Mônica Bernardi

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.