Alunos participam de oficina de Jazz

por Assessoria de Comunicação publicado 12/06/2017 14h10, última modificação 12/06/2017 14h08
12/06/2017

Jazz e Democracia, difícil de associar? Para os alunos do Parlamento Jovem de Minas, edição 2017, já não será mais. Eles participaram, na tarde da sexta-feira (09), de uma oficina com o educador americano Wesley Watkins que fala de processos democráticos e musicais ao redor do mundo. Viçosa esteve representada pelos jovens e pela Coordenadora Geral da Escola do Legislativo, Vereadora Brenda Santunioni (PP).

Duas premissas que servem tanto para o Jazz quanto para a Democracia, foram trabalhadas na oficina: a participação de todos é fundamental, mas o coletivo precisa ser mais importante do que os egos individuais; e a improvisação é bem-vinda, mas a liberdade de cada um tem que estar em equilíbrio com o que é o melhor para o grupo. Cerca de 60 jovens puderam exercitar esses conceitos. O Polo Zona da Mata II, que tem como sede a cidade de Viçosa, no Projeto Parlamento Jovem de Minas, esteve representado pelos jovens Tarcísio Rosa Modesto (E.E. José Lourenço de Freitas), Letícia Santos Silva (Colégio Nossa Senhora do Carmo) e Vanessa Aparecida Felix Pereira (E.E. Raul de Leoni).

Para a Vereadora Brenda o momento é ímpar: “criar oportunidades de aprendizado e socialização é a função da Escola do Legislativo. É o exercício da cidadania. E nada melhor que abrir os horizontes, e trabalhar ideias tão importantes por intermédio da música.”, afirmou. O trabalho é resultado de uma parceria da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) com a Embaixada dos Estados Unidos. Fundador da ONG Jazz and Democracy, Wesley Watkins diz que se apaixonou pelo Jazz durante a faculdade e começou a usar o ritmo em suas aulas quando era professor de história americana.

 O evento contou também com a presença dos músicos Toninho Horta e Guilherme Peluci.

 

Texto e foto: Mônica Bernardi

Fonte e foto: site ALMG

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.