Professora fala sobre coleta seletiva na Câmara

por Assessoria de Comunicação publicado 11/10/2017 10h49, última modificação 11/10/2017 10h49
11/10/2017

A professora Nádia Souza usou a Tribuna Livre durante a reunião Ordinária da terça-feira (10) para falar sobre a precarização da coleta seletiva de resíduos sólidos no Município. Nádia é coordenadora do “Projeto InterAção – Responsabilidade Social e Meio Ambiente”, programa de extensão da Universidade Federal de Viçosa (UFV) focado no fortalecimento da coleta seletiva, em parceria com a Associação dos Trabalhadores da Usina de Triagem e Reciclagem de Viçosa (ACAMARE) e Associação dos Catadores de Materiais Recicláveis de Viçosa (ACAT).

Segundo Nádia, há cerca de três meses o Serviço Autônomo de Água e Esgoto de Viçosa (SAAE), responsável por levar os resíduos até a usina, tem diminuído a coleta seletiva: “o único caminhão destinado a esse serviço tem sua rota parcialmente desviada para dar suporte à coleta convencional desde julho, reduzindo as entregas nas associações de catadores”. A coordenadora do projeto apresentou a quantidade de materiais recicláveis comercializados pelas ACAMARE nos últimos seis meses. De acordo com os dados, a queda na média trimestral foi de 15 toneladas de resíduos. Além do impacto ambiental causado pelo depósito de lixo no aterro, a professora destacou a influência na renda dos catadores. “A precarização e sucateamento da coleta seletiva de Viçosa diminui a vida útil do aterro sanitário e deixa de gerar renda para as famílias dos catadores”, disse.

O Vereador Sávio José (PT) classificou a situação como “gravíssima”. Para ele, “o apresentado pela professora Nádia é a perda no rendimento de famílias que dependem disso e do nosso direito à saúde e ao meio ambiente”. O Presidente da Casa Legislativa, Vereador Carlitos Alves dos Santos (Meio Kilo) (PSDB), afirmou que “falta planejamento no SAAE” nessa questão, e sugeriu a criação de uma comissão para discutir o assunto. A iniciativa recebeu o apoio dos demais parlamentares.

Texto: Cleomar Marin

Revisão e foto: Mônica Bernardi

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.