Escolas confirmam adesão ao Parlamento Jovem 2018

por Assessoria de Comunicação publicado 02/02/2018 10h00, última modificação 02/02/2018 10h00
25/01/2018

Aconteceu na quarta-feira (24) a primeira reunião para discutir o Parlamento Jovem (PJ) 2018, projeto da Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) e da PUC Minas criado há 15 anos e promovido em Viçosa desde 2010 pela Escola do Legislativo da Câmara, que esse ano tem como Coordenador Geral o Vereador Geraldo Luís Andrade (Geraldão) (PTB). Diretores das escolas de ensino médio de Viçosa foram convidados a participar do encontro e manifestar o interesse de incluir seus estudantes nesta edição do PJ, que tem como tema a “Violência contra a mulher”. A reunião contou com a presença, além do Vereador Geraldão, dos monitores do projeto e de representantes de três escolas.

Das 12 escolas convidadas, sete confirmaram presença e apenas três enviaram representantes à Câmara na tarde de ontem: o Colégio de Aplicação da Universidade Federal de Viçosa (CAp-COLUNI), a E.E. Doutor Raimundo Alves Torres (ESEDRAT) e a E.E. Santa Rita de Cássia, todas já participaram do Parlamento Jovem em edições anteriores. O Vereador Geraldão explicou que, nesse momento, as escolas de ensino médio interessadas em participar do PJ precisam assumir algumas responsabilidades, com o auxílio da Escola do Legislativo da Câmara. “A etapa municipal do PJ é realizada nas escolas, em encontros semanais coordenados pelos nossos monitores. Além do espaço e dos alunos, a escola também precisa indicar um professor representante para acompanhar as atividades”, disse.

Seguindo o calendário do PJ 2018, proposto pela coordenação estadual e regional do projeto, ficou acordado que a mobilizações com os estudantes nas escolas acontecerão na última semana de fevereiro, já que o ano letivo da rede estadual terá início no próximo dia 19. “Os jovens discutirão, nos encontros com os monitores e nas aulas, questões que envolvem políticas de combate à violência contra as mulheres. Temos grandes expectativas para propostas que serão apresentadas nas etapas regional e estadual esse ano”, afirmou Geraldão.

Como acontece todo ano, o tema central do Parlamento Jovem é dividido em subtemas para as discussões e elaboração de propostas. Em 2018, eles são “Violência doméstica e familiar”; “Violência nos espaços institucionais de poder”; e “Violência e assédio sexual”. Em sua 15ª edição, o PJ contou com a adesão de 27 Câmaras Municipais ingressantes, somando agora 88 cidades divididas em 16 polos regionais. Viçosa e outras seis Câmaras Municipais (Juiz de Fora, responsável pela coordenação do Polo, Paula Cândido, Piedade de Ponte Nova, Ponte Nova, Tombos e Visconde do Rio Branco) compõem o Polo Mata II/Caparaó.

Texto: Cleomar Marin

Revisão e foto: Mônica Bernardi

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.