Vereadores repercutem prisão de Lula

por Assessoria de Comunicação publicado 11/04/2018 15h25, última modificação 11/04/2018 15h25

A prisão, na semana passada, do ex-presidente Lula foi tema das ocupações de tribuna de alguns vereadores durante a reunião Ordinária da terça-feira (10). Entre manifestações de defesa e críticas à decisão judicial, o assunto gerou debate entre os parlamentares.

Para o Vereador Sávio José (PT), a pluralidade de ideias é benéfica para a discussão política, mas o caso específico não é uma questão de opinião: “o cidadão tem todo o direito de gostar ou não gostar, mas quando se fala de justiça, temos um lado: o lado da lei. E o presidente foi injustiçado”. Sérgio Aloíso (PSDC) falou sobre a situação econômica durante o governo do ex-presidente, quando “era época de emprego”. A defesa ao petista também foi feita pelo Vereador Professor Idelmino (PCdoB): “toda minha solidariedade ao Partido dos Trabalhadores. Uma condenação que temos que denunciar em todos os espaços”, disse.

O Presidente da Casa Legislativa, Vereador Carlitos Alves dos Santos (Meio Kilo) (PSDB), criticou a existência do foro privilegiado, que garante o julgamento de quem ocupa determinados cargos políticos apenas em instâncias superiores. Para Meio Kilo, o julgamento de Lula foi feito com agilidade porque o ex-presidente não possui o foro privilegiado. Carlitos defendeu o fim desse direito em prol da investigação de outros nomes. “Só porque ele teve uma parte de bom gestor, não quer dizer que ele não foi corrupto. Lugar de bandido é na cadeia, inclusive do meu partido”, disse.

Na visão do Vereador Ronildo Antônio Ferreira (DJ Ronny) (PSC), as comemorações da prisão do ex-presidente têm motivação no ódio: “essas pessoas ficam bravas porque o filho do pedreiro tem um celular, moto, igual à elite. Essa é a política do PT”.

 

Texto: Cleomar Marin

Revisão e foto: Mônica Bernardi

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.