Presidente denuncia altos preços para emplacamento em Viçosa

por Assessoria de Comunicação publicado 20/06/2018 11h14, última modificação 20/06/2018 11h14

O Presidente da Casa Legislativa, Vereador Carlitos Alves dos Santos (Meio Kilo) (PSDB), usou a tribuna durante a reunião Ordinária da terça-feira (19) para falar sobre os preços praticados em Viçosa na compra de placas e tarjas de carros e motos. O vereador apresentou dados do município e da cidade vizinha, Ponte Nova, que mostram que o dono de veículo viçosense pode gastar até mais que o dobro que o ponte-novense no emplacamento.

Segundo Carlitos, as placas de carro em Viçosa custam cerca de R$ 200,00 atualmente, enquanto em Ponte Nova é possível encontrar o serviço por R$ 98,00. Para motos, a diferença é ainda mais discrepante, com os valores na cidade vizinha correspondendo a pouco mais de 40% do que é cobrado em Viçosa. “Isso pra mim é roubo, falta de respeito. Está lesando o cidadão mesmo dentro da legalidade”, afirmou Carlitos.

O vereador informou ainda que Viçosa conta com três fábricas de placas, que passaram a praticar valores próximos entre si após uma delas começar a cobrar mais caro: “Há um mês, se comprava o par de placas em uma fábrica por R$ 50,00 e de outro fornecedor por R$ 150,00. Daí a pouco, todos eles estão vendendo por R$ 200,00. Do meu ponto de vista, isso é cartel”, disse. Para Carlitos, se fosse permitido, ficaria mais barato ir até Ponte Nova emplacar os veículos. De acordo com o Código de Trânsito Brasileiro (CTB - Lei nº 9.503/1997), o registro só pode ser feito no Município de domicílio ou residência do proprietário.

O Presidente da Câmara solicitou ao departamento jurídico da Casa que investigue a legalidade da atuação das fábricas e da cobrança dos altos preços.

Texto: Cleomar Marin
Foto: Mônica Bernardi

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.