Vereadores discutem cenário político municipal

por Assessoria de Comunicação publicado 06/06/2018 14h36, última modificação 06/06/2018 14h36

O cenário político viçosense foi discutido pelos vereadores durante a reunião Ordinária da terça-feira (05). O Vereador Idelmino Ronivon da Silva (Professor Idelmino) (PCdoB) falou na tribuna sobre a quantidade de cargos comissionados na administração municipal. Para o vereador, cargos públicos foram distribuídos para pagar “dívidas políticas” após a eleição do Prefeito Ângelo Chequer (PSDB), em 2017, inclusive com indicações de Danilo e Rodrigo de Castro.

“Quem determinou quem viria pra cá ocupar o primeiro e o segundo escalão dentro desse Município foi o senhor Danilo de Castro”, disse o Vereador Idelmino, que também afirmou que figuras políticas que não foram eleitas em outras cidades da região estão empregadas com bons salários pela Prefeitura de Viçosa. Idelmino enfatizou que o Deputado Federal Rodrigo de Castro (PSDB) e seu pai, o ex-Secretário de Estado do Governo de Minas Gerais e ex-Deputado Danilo de Castro exercem influência excessiva no Município. “Chegou a hora de dar um basta pra essa turma que sempre comandou a nossa região. Basta de Danilo de Castro, de deputados que representam Danilo de Castro. Nós queremos ter a nossa política, a política do cidadão viçosense”, enfatizou.

O Vereador Helder Evangelista (Cherinho) (PTC), Vice-Presidente da Câmara, saiu em defesa do deputado. “Se nós temos hoje recursos para os hospitais, a maioria vem do Rodrigo, já vieram do Danilo”. Helder ainda citou como conquistas do deputado e de seu pai para Viçosa o Corpo de Bombeiros, a penitenciária e a instalação das câmeras “Olho Vivo”, além de recursos para o Posto de Perícia Integrada (PPI) que, de acordo com o parlamentar, “funciona mal por causa desse governo petista, que não estrutura a regional da Polícia Civil”. O Vereador Arlindo Antônio carneiro (Montanha) (PSDB) fez coro à fala do Vice-Presidente nas críticas ao governo de Fernando Pimentel (PT) e em defesa de Danilo e Rodrigo de Castro, “dois líderes que fazem de Viçosa a casa deles”.

O Presidente da Casa Legislativa, Vereador Carlitos Alves dos Santos (Meio Kilo) (PSDB), também falou sobre a questão. “Como cidadão viçosense, não posso deixar de falar que Rodrigo de Castro e Danilo de Castro têm história na nossa cidade. Só nos últimos anos foram R$ 18 milhões para os nossos hospitais”, disse. Para o parlamentar, os investimentos justificam os agradecimentos ao deputado, mas é “claro que não fizeram mais que a obrigação como gestores do dinheiro público”.

Texto: Cleomar Marin

Revisão e foto: Mônica Bernardi

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.