'Criança e adolescente' em destaque na Tribuna

por Assessoria de Comunicação publicado 10/10/2018 10h10, última modificação 10/10/2018 11h02

As alunas do Cento Educacional Doutor Januário de Andrade Fontes, Maria Luiza Martins Mariano e Ester Crespo Maciel (foto) utilizaram a Tribuna Livre, durante a reunião Ordinária da terça-feira (09), para falar da migração de alunos de seu colégio para a Escola Municipal Ministro Edmundo Lins. De acordo as estudantes a mudança tem relação com as implicações do Plano Municipal de Educação, aprovado em 2015 pela Câmara Municipal, e que estabelece metas a serem cumpridas visando a melhoria nas condições de educação do Município.

Maria Luiza diz que a maioria dos alunos do Centro Educacional é contrário a mudança, “a escola é como se fosse nossa segunda casa, é um direito de todos e estão querendo nos tirar esse direito”, já para Ester Crespo “muitos alunos tem irmãos e essa migração vai fazer com que eles tenham de se separar.” Maria Luiza e Ester reivindicaram também a utilização da quadra da instituição, uma vez que segundo as jovens a reforma ocorre desde 2013 e até agora não foi entregue.

O Vereador Antônio Elias Cardoso (Tuim) (PTB) reforçou a fala das estudantes citando um exemplo de São José do Triunfo, sua comunidade “sabemos como o lazer é importante para nossos jovens, tanto do ponto de vista físico como social. A quadra do Fundão também está nessa situação, nos prometeram que seria entregue à comunidade no final do ano passado, e até agora nada.”

Durante a reunião, o Líder do Prefeito na Casa, Vereador Arlindo Antônio Carneiro (Montanha) (PSDB) disse que entrou em contato com o Prefeito Municipal, Ângelo Chequer, e que ele confirmou a inauguração da quadra para o dia 29 de novembro deste ano. O Presidente da Casa Legislativa, Vereador Carlitos Alves (Meio Kilo) (PSDB), solicitou reunião da Comissão de Educação, presidida pelo Vereador Wallace Calderano (PSC) para tratar do tema.

Fundo da Infância e do Adolescente

Já Tancredo Almada Cruz (foto), solicitou maior apoio da sociedade ao Fundo da Infância e Adolescência (FIA), “o fundo foi criado para arrecadar recursos destinados a financiar projetos relacionados a atividades para crianças e adolescentes, realizados por entidades registradas no Conselho Municipal da Criança e do Adolescente (CMDCA)”. Tancredo ressaltou que as doações podem ser feitas através da declaração do Imposto de Renda, pois a Legislação Federal permite doação de 6% do valor do imposto para pessoa física e 1% para pessoa jurídica, “os impostos que estamos mandando para o Governo Federal podem fazer diferença na vida de nossas crianças e adolescentes”.

 

Texto: Igor Gama

Revisão e foto: Mônica Bernardi

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.