Audiência Pública discute situação das Escolas de Samba

por Assessoria de Comunicação publicado 13/11/2018 11h15, última modificação 13/11/2018 14h24

A Câmara Municipal recebeu na segunda-feira (12) Audiência Pública para tratar da situação das escolas de Samba de Viçosa e do planejamento para o Carnaval 2019, atendendo solicitação da Vereadora Brenda Santunioni (Progressistas), pelo Requerimento n° 040/2018. Além da vereadora que presidiu a Audiência, o Secretário Municipal de Cultura, Paulo Cabral (Paulinho Brasília) também fez parte da mesa dos trabalhos. Estiveram presentes ainda os vereadores Antônio Elias Cardoso (Tuim) (PTB), Geraldo Luís Andrade (Geraldão) (PTB), Paulo Sérgio da Silva (Toti) (PRTB),  Sávio José (PT), e os representantes das Escolas de Samba de Viçosa .

Durante a Audiência, foram discutidas a necessidade de revitalização do Carnaval no Município, e a importância do Poder Público no apoio ao evento, no que se refere principalmente à estrutura das Escolas de Samba e a concessão de um espaço para a realização das festividades. De acordo com o público presente a falta de incentivo às Escolas têm sido de grande prejuízo ao Carnaval, fazendo com que a população busque outras cidades durante a época, enfraquecendo as tradições e economia local.

Para a Vereadora Brenda “é muito importante ouvir a população sobre o tema, uma vez que o Carnaval é uma das festas mais tradicionais de nosso País e Viçosa não pode ficar de fora dessas festividades”.

Durante a sessão Paulinho Brasília colocou a Secretaria de Cultura à disposição para futuras reuniões com as comunidades interessadas, visando reconstituir a Liga das Escolas de Samba de Viçosa e solucionar questões acerca de possíveis incentivos da Prefeitura Municipal. De acordo com o secretário, a orientação devido a crise financeira é de que não haja Carnaval na cidade no próximo ano.

 

Texto: Igor Gama

Revisão e foto: Mônica Bernardi

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.