Negociações do SINFUP e situação dos deficientes são tema da Tribuna Livre

por Assessoria de Comunicação publicado 14/11/2018 09h50, última modificação 14/11/2018 09h54

Maria da Conceição Paiva, Presidente do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Viçosa (SINFUP), utilizou a Tribuna Livre, durante a reunião Ordinária da terça-feira (13), para prestar esclarecimentos sobre as negociações entre o Sindicato e a Prefeitura Municipal acerca da possibilidade da implantação de jornada de trabalho de 6h para os servidores públicos. Enquanto Israel Rosa, Presidente do Conselho Municipal da Pessoa com Deficiência (CMDPD), falou sobre a situação dos deficientes no Município.

Maria da Conceição solicitou uma posição oficial da Prefeitura Municipal com relação a possíveis condições estabelecidas para redução da jornada de trabalho, das atuais 8h para 6h diárias. Segundo ela, “seria importante que o Secretário de Governança nos enviasse algo, pois teremos uma assembleia e vai ser interessante se colocarmos ainda em 2018 para discussão”, disse.

Já Israel Rosa solicitou maior empenho do Poder Público nas questões relacionadas as condições dos deficientes, citando a dificuldades em encontrar, por exemplo, táxis adaptados “gostaria que a Casa solicitasse explicações, pois sabemos que é uma questão legal a existência de veículos próprios, e isso não vem sendo cumprido.” Israel ainda cobrou uma posição do Poder Público sobre o Fundo Municipal da Pessoa com Deficiência “em julho entregamos ao Prefeito o Projeto e até agora não obtivemos resposta”.

O Vereador Helder Evangelista (Cherinho) (PTC), Vice-Presidente da Casa Legislativa, informou que “com relação ao serviço de táxi é de minha autoria emenda para colocar 20 por cento da frota adaptada, mas sabemos que é uma demanda cara ao taxistas”, disse. A emenda citada pelo vereador consta no Projeto de Lei n° 097/2012, responsável pela regulamentação dos serviços de táxi no Município.

 Texto: Igor Gama

Revisão e foto: Mônica Bernardi

Adicionar Comentário

Você pode adicionar um comentário preenchendo o formulário a seguir. Campo de texto simples. Endereços web e e-mail são transformados em links clicáveis.