Representantes do SAAE se reúnem com Vereadores

por Assessoria de Comunicação publicado 25/05/2016 15h19, última modificação 25/05/2016 15h19
25/05/2016

A convite da Presidente da Câmara Municipal, Vereadora Marilange Santana Pinto Coelho Ferreira (PV), o Diretor-presidente do Serviço Autônomo de Água e Esgoto (SAAE), Rodrigo Bicalho, esteve reunido na tarde da terça-feira (24) com os vereadores (foto). O objetivo era discutir sobre a questão do lixo, da água e também da Estação de Tratamento de Esgoto (ETE) da Barrinha. Os Parlamentares comentaram sobre o assunto na reunião Ordinária realizada no mesmo dia.

Na reunião, além da Presidente, participaram os Vereadores Alexandre Valente (Xandinho do Amoras) (PSD), Carlitos Alves dos Santos (Meio Kilo) (PSDB), Vice-presidente, Geraldinho Deusdedit Cardoso (Geraldinho Violeira) (PSDC), Helder Evangelista (Cherinho) (PTC), Secretário da Mesa Diretora, Idelmino Ronivon (Professor Idelmino) (PCdoB), Lidson Lehner (PR),  Paulo Roberto Cabral (Paulinho Brasília) (PTC) e Sávio José (PT).

A Vereadora Marilange justificou a necessidade do convite, pois Viçosa já se encontra em período de racionamento de água. “O momento de atenção para a crise hídrica já começou, e por isso foi iniciado o racionamento de água, revezando o abastecimento nos bairros do Município. Em relação ao lixo foi colocada a necessidade dos avanços, e o Diretor do SAAE citou algumas estratégias para essas melhorias, como a proposta de mudança de rota do caminhão do lixo, circulação no centro apenas à noite, análise da questão do lixo reciclável e outras”. A Presidente informou ainda que ficou agendada uma próxima reunião interna para discussão do Plano de Carreira e a reforma administrativa do SAAE.

Na reunião Ordinária, o Vereador Geraldinho foi o primeiro a falar sobre o assunto abordando a questão da ETE. “Na reunião com o Rodrigo Bicalho nos foi informado que a obra se encontra parada por divergências e falta de informações no projeto arquitetônico. Hoje a obra está em ritmo reduzido e apenas 22% da construção realizada.”.

Para o Vereador Sávio, “esta é uma obra importante, pois pode possibilitar ao município arrecadar mais recursos, além de ser uma obra básica para a saúde da nossa cidade”. Ele afirmou que cabe também ao Poder Legislativo, em seu papel de fiscalizador, convidar também a empresa licitada para a obra para entender e ouvir os dois lados da questão. “Peço a Mesa Diretora que oficialize o convite para que entendamos melhor a situação. Me proponho a participar e fazer os questionamentos necessários”, solicitou o Vereador.

Também pautando a questão da ETE, o Vereador Lidson acrescentou dizendo que a empresa em questão anunciou formalmente que a paralização se dará à partir do dia 1º de junho até que o projeto esteja de acordo. Mas o SAAE, na reunião, informou que há outras etapas da obra que podem ser continuadas antes mesmo da entrega do projeto atualizado. “Por esse motivo, reforço que precisamos ouvir os dois lados. É uma preocupação muito grande, pois é um recurso alto e Viçosa não pode perder isso”, concluiu o Vereador.

Em relação ao racionamento de água, o Vereador Marcos Nunes, que justificou a ausência na reunião da tarde, foi informado por moradores de Nova Viçosa que a escola ficou sem água no período noturno e teve que dispensar os alunos. “A escola não tem reservatório e, como na segunda-feira é o dia que o abastecimento no bairro é interrompido pelo racionamento, por volta de 19h faltou água. Isso é um problema muito grave, pois alguns lugares não podem ficar sem água e, as escolas são um desses locais. Espero que tenha sido uma coisa pontual”.

Texto: Anna Gabriela Motta

Foto: Mônica Bernardi

error while rendering plone.comments