Vereador critica o fechamento do CEO

por Assessoria de Comunicação publicado 25/05/2016 11h47, última modificação 25/05/2016 11h47
25/05/2016

Preocupado com o fechamento do Centro de Especialidades Odontológicas (CEO) do município de Viçosa, o Vereador Sávio José (PT) ocupou a Tribuna, durante a reunião Ordinária da terça-feira (24), para comentar o assunto e cobrar explicações do Executivo sobre a reforma feita no CEO recentemente e sobre o fechamento da unidade.

O Centro de Especialidades Odontológicas é um estabelecimento de saúde, participante do Cadastro Nacional de Estabelecimentos de Saúde (CNES), que dão continuidade ao trabalho realizado pela rede de atenção básica. Em Viçosa, o primeiro atendimento ao paciente é realizado nos Programas de Saúde da Família (PSFs), e os casos mais complexos, são encaminhados aos centros especializados, que são preparados para oferecer à população os serviços básicos da saúde bucal.

Cada Centro de Especialidades Odontológicas credenciado recebe recursos do Ministério da Saúde e a implantação funciona por meio de parceria entre estados, municípios e o Governo Federal. Ou seja, o Ministério da Saúde faz o repasse de uma parte dos recursos e os estados e municípios contribuem com outra parcela.

Existia uma sede do CEO em Viçosa, localizado em um imóvel na Rua Virgílio Val, que foi reformado recentemente. Após um ano sem funcionar, agora o Centro foi fechado. Segundo o Vereador Sávio: “Existem recursos dos Governos Federal e Estadual, Viçosa está perdendo isso e parece que acha natural perder. Eu e exímios profissionais da saúde pública não achamos. Não podemos deixar esse triste episódio da nossa cidade passar em brancas nuvens”, relatou. Sobre a reforma feita há pouco tempo, em uma sede que não será utilizada pela população ele questionou: “Como é que a gente pode reformar um imóvel e não usufruir dessa reforma? Onde foi parar aquele dinheiro? É jogar dinheiro no lixo!”.

O Vereador Sávio salientou que, com o fechamento do CEO Viçosa está andando para trás: “O serviço de odontologia pública de Viçosa é satisfatório? O que chega aos meus ouvidos é que está longe disso. O fechamento é uma regressão da saúde pública do município.”.

Por fim, Sávio questionou ao Líder do Prefeito na Casa, Vereador Luis Eduardo Figueiredo Salgado (Cebolinha) (PRTB): “O Executivo precisa explicar pra gente se essa reforma feita no imóvel vai ser ressarcida para os cofres públicos.”. “Deixo aqui minha indignação e meu protesto em relação a essa situação.”, concluiu.

Texto: Lidiany Duarte

Foto: Anna Gabriela Motta

Revisão: Mônica Bernardi

error while rendering plone.comments