Vereador discute a alimentação escolar com o CAE

por Assessoria de Comunicação publicado 20/06/2016 16h30, última modificação 21/06/2016 12h25
20/06/2016

O Vereador Idelmino Ronivon da Silva (Professor Idelmino) (PC do B) convocou uma reunião para discutir a alimentação escolar no Município. A reunião aconteceu na sexta-feira (17), na Câmara Municipal, e contou com a participação do Presidente do Conselho de Alimentação Escolar (CAE), Elisete Braga, além dos membros do Conselho e com as Professoras do Departamento de Nutrição da Universidade Federal de Viçosa (UFV).

No dia 14 de maio, o Projeto de Extensão da Promoção da Segurança Alimentar e Nutricional no Contexto da Alimentação Escolar (PROSAN), vinculado ao Departamento de Nutrição e Saúde da UFV, em parceria com a Secretária de Educação, que contou com a presença da Nutricionista da Secretaria, Rosângela da Silva Diogo realizou o seminário para implementação adequada do cardápio da alimentação escolar, com o objetivo de capacitar as cantineiras das escolas municipais para o desenvolvimento de uma alimentação mais adequada para os alunos. No evento, das 70 cantineiras do município, estiveram presentes 64.

Durante as discussões foram relatados alguns problemas que comprometem a qualidade das refeições ofertadas aos alunos: não recebimento de uniformes apropriados para o desempenho seguro e higiênico de suas atribuições; falta de touca, luva e máscara descartáveis; sobreposição de funções, ficando responsáveis, além da merenda, pela limpeza de banheiros e outras dependências; falta de água sanitária apropriada para a sanitização dos alimentos; má qualidade de alguns gêneros alimentícios, destacando o macarrão, a carne moída e a linguiça. Além disso, também foi comentado sobre fato dos cantineiros terem que servir os professores separadamente dos alunos.

Tais questões violam o direito de acesso a uma alimentação adequada, assegurado constitucionalmente pela Lei n° 11.947/09 e pelas atribuições do CAE de zelar pela qualidade da Alimentação Escolar. O gestor e a nutricionista técnica responsável ouviram as queixas dos cantineiros e, em relação à má qualidade dos alimentos, afirmaram terem sido solucionados no último processo de compra.

Segundo o Vereador Idelmino: “Vamos continuar fiscalizando e cobrando para que os alunos tenham o direito de receber uma alimentação adequada no ambiente escolar.”.

Texto: Lidiany Duarte

Revisão e foto: Mônica Bernardi

 

error while rendering plone.comments