Ataques LGBTfóbicos são tema da Tribuna Livre

por Assessoria de Comunicação publicado 07/11/2018 11h35, última modificação 08/11/2018 15h12

Os recorrentes ataques sofridos pela população LGBT foram debatidos na Tribuna Livre, durante a reunião Ordinária da terça-feira (06). O estudante da Universidade Federal de Viçosa (UFV), Sérgio Luiz Felix que já havia se posicionado na tribuna sobre questões relacionadas ao tema, voltou a demonstrar indignação com a situação da população atualmente.

Segundo Sérgio “um levantamento realizado pela Agência Pública, mostrou que já foram registrados relatos sobre agressões e ameaças em nome de Bolsonaro em dezoito estados e no Distrito Federal”. Além disso, de acordo com o jovem “o despreparo da polícia para lidar com casos de violência de cunho político e homofóbico, é preocupante.”

Para a Presidente da Comissão de Direitos Humanos, Cidadania, Prevenção e Segurança Pública, Vereadora Brenda Santunioni (Progressistas) “os ataques mostram o quanto estamos incomodando, pois não tínhamos voz e agora que começamos a ocupar posições de destaque, algumas pessoas passaram a achar que devemos ser mortos”.

A Vereadora Brenda solicitou ainda a criação de uma comissão visando solucionar tais problemas “peço ao Presidente da Casa, que crie uma comissão com alunos e representantes da UFV para que possamos ir à Comissão de Direitos Humanos na Assembleia Legislativa buscar uma solução para frear essa violência”, disse.

 

Texto: Igor Gama

Revisão e foto: Mônica Bernardi

error while rendering plone.comments