Projeto sobre a Educação Infantil é aprovado em reunião Extraordinária

por Assessoria de Comunicação publicado 10/04/2019 14h45, última modificação 10/04/2019 14h56

A Educação Infantil no Município foi um dos temas da Tribuna Livre na reunião Ordinária da terça-feira (09). Paola Castro, Professora no curso de Licenciatura em Educação Infantil, da Universidade Federal de Viçosa (UFV), falou sobre a necessidade de aprovação do Projeto de Lei n° 014/2019, que trata de diretrizes ligadas a educação, incluindo também profissionais da Educação Infantil no ensino municipal. O assunto repercutiu entre os parlamentares.

Paola valorizou o trabalho desenvolvido pelo Município, ressaltando que o investimento na área ultrapassa questões de estrutura física “a Prefeitura está investindo bastante na Educação Infantil, principalmente na estrutura física com a inauguração de Centros Municipais de Educação Infantil, além de creches e pré-escolas conveniadas à Secretaria Municipal de Educação. Portanto esse projeto vêm para reforçar essa estrutura com o aparato humano e profissional”, disse. A Professora ainda falou da importância do Projeto, que vai além das crianças, beneficiando a sociedade em geral “, é uma conquista do Município, das famílias, dos profissionais em Educação Infantil e principalmente das crianças. Falamos muito que as crianças são o futuro, mas precisamos nos preocupar com elas hoje, com suas famílias que estão no mercado de trabalho e que precisam deixá-las com profissionais e instituições capacitadas a realizar seu atendimento da melhor forma possível”, concluiu.

O Vereador Idelmino Ronivon (Professor Idelmino) (PCdoB), Presidente da Comissão de Educação, Ciência e Tecnologia, parabenizou a cidadã pela fala, reafirmando a relevância do Projeto “fico muito feliz de ver a Casa recebendo uma profissional da área para falar sobre o assunto, pois temos esse curso na UFV a mais de dez anos e agora poderemos ter esses profissionais contribuindo para a educação municipal”, celebrou o vereador.

Ainda durante a terça-feira, o Projeto de Lei n° 014/2019 foi aprovado em reunião Extraordinária, dado ao caráter de urgência do mesmo, tendo em vista que os cargos da educação serão disputados no concurso público com previsão de realização para agosto deste ano.

O Projeto ainda teve aprovadas as emendas Supressiva e Modificativa, ambas de nº 001, de autoria dos vereadores Sávio José (PT), Vice-Presidente da Casa Legislativa, e Idelmino Ronivon. A primeira retira a questão de licenças médicas como critério de desempate com relação as solicitações de troca de turmas, já a segunda altera a ordem dos critérios restantes, uma vez que o texto anterior priorizava a qualificação profissional e posteriormente o tempo de casa, já a redação prevista nas emendas inverte os pontos citados.

De acordo com o Vereador Sávio as propostas surgiram ao conversar com profissionais da área “suprimimos a questão dos atestados médicos pois a gente sabe que ninguém quer ficar doente e a apresentação dos atestados é respaldada por um médico. Com relação aos outros critérios de desempate, dentro do Plano de Cargos e Salários o servidor mais qualificado é melhor remunerado, então estamos optando por valorizar também a dedicação, o tempo de casa de nossos profissionais”, afirmou.

 

Texto: Igor Gama

Foto: Isabela Monteiro

Revisão: Mônica Bernardi

error while rendering plone.comments