Vereadores debatem situação dos Servidores Municipais

por Assessoria de Comunicação publicado 14/08/2019 13h35, última modificação 14/08/2019 16h04

Os Vereadores Idelmino Ronivon (Professor Idelmino) (PCdoB), Maria Heloísa Gomes dos Santos (Heloísa da Policlínica) (PSDB) e Sávio José (PT), Vice-Presidente da Casa Legislativa utilizaram a Tribuna Livre durante a reunião Ordinária de terça-feira (13) para falar sobre a situação dos funcionários públicos do Município.

O Vereador Idelmino falou sobre as dificuldades encontradas para aprovação da pauta reivindicatória do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais de Viçosa (SINFUP) e do Sindicato Único dos Trabalhadores em Educação de Minas Gerais (Sind-UTE/MG) Viçosa junto ao Executivo Municipal. De acordo com o vereador, todos os anos os sindicatos encaminham ao Executivo a pauta que inclui o índice de reajuste do salário dos trabalhadores, encontrando dificuldades acima da média atualmente “os sindicatos sempre lutaram para fechar a negociação mas, nesse ano, enfrentamos uma dificuldade ainda maior para fechar apenas o reajuste salarial, que é um índice de correção que ainda não foi aceito pelo Executivo”, afirmou. Idelmino ainda pediu atenção dos servidores nas negociações, citando promessas não cumpridas feitas em outras ocasiões.

Já a Vereadora Heloísa falou sobre a audiência com servidores da saúde que aconteceu na Prefeitura Municipal na quinta-feira (08), para anunciar a carga horária de 06 horas de trabalho à categoria “parabenizo a iniciativa, que irá agregar a todos”, disse. O Vereador Sávio também apoiou a medida “os profissionais da educação já trabalham por 06 horas e os profissionais da saúde também aderiram a medida. Acredito que os outros servidores administrativos devam ter as mesmas condições”, afirmou. Ele ainda esclareceu que a ação não resultará em prejuízo para a população “o horário de atendimento não será reduzido a 06 horas, pelo contrário, ele pode até ser estendido. E ainda favorece as pessoas que precisam de um segundo emprego para se sustentar”, defendeu.

.  

Texto e foto: Isabela Monteiro

Montagem: Igor Gama

Revisão: Mônica Bernardi

error while rendering plone.comments