Projeto nomeia avenida Aguinaldo Pacheco

por Assessoria de Comunicação publicado 20/05/2020 16h35, última modificação 20/05/2020 19h03

Na reunião desta terça-feira (19), foi aprovado em 1ª votação o Projeto de Lei nº 017/2020, de autoria dos vereadores Wallace Calderano (PSC) e Sávio José (PT). O referido projeto atribui o nome Aguinaldo Pacheco à via pública, a qual atualmente é uma estrada rural, que se inicia às margens da Rodovia BR-120, na localidade da “Paula”, se estendendo até o Distrito de São José do Triunfo. Outra intenção é atribuir-lhe detalhes urbanísticos, já que, em breve, possivelmente se tornará importante para o escoamento do trânsito do perímetro urbano de Viçosa, que transita de Ponte Nova e Teixeiras a São José do Triunfo, às cidades de Ubá, Canaã, Coimbra, Ervália e outras.

A princípio, seria chamada de 'Via Verde', mas o Vereador Sávio, coautor do projeto, sugeriu que recebesse o nome do ex-Vereador Aguinaldo Pacheco, arquiteto e urbanista da Universidade Federal de Viçosa, entendendo que o modelo do projeto privilegia qualidade de vida e mobilidade urbana, sendo estas causas arduamente defendidas pelo ex-vereador, defensor do planejamento urbano.

Quanto às características urbanísticas, o Instituto de Planejamento do Município de Viçosa (IPLAM) recomendou o espaçamento total de 18 metros, devido aos requisitos futuros de escoamento do trânsito. Entretanto, o recuso para realizar o asfaltamento da estrada rural proporciona uma obra menor, então o projeto sugere a largura da pista dos veículos em 7 metros, 2 metros de cada lado para calçadas e outros 3,5 metros em ambos os lados, que não devem ser usados na construção da avenida, totalizando os 18 metros ideais. Dessa forma, será feita uma estrada em menores proporções, possibilitando obra de modernização da via no futuro, por meio da área que inicialmente não servirá para a construção, quando então atingirá seu máximo de largura permitido pelo modelo sustentável do IPLAM.

Em seguida, o Vereador Paulo Sérgio (Toti) (CIDADANIA) afirmou que repassou os termos do projeto cautelosamente, visitou toda a extensão da via e disse que, com planejamento, realmente trará muitos ganhos desde já para o Município, e que, se necessário, a expansão da via incluirá a construção de pontes para não danificação do terreno e de cursos d’água na região. O Vereador Geraldo Luís Andrade (Geraldão) (Avante) questionou se o projeto inclui a ação dos órgãos públicos para atender com serviços básicos esta área. O Vereador Wallace garantiu que, no prazo de 60 dias, a Prefeitura é incumbida a realizar as devidas comunicações às concessionárias de água, energia elétrica, serviços postais e outras.

 

Texto: Marcelo Zinato

Revisão e foto: Mônica Bernardi

error while rendering plone.comments