Vereador reconquista gratuidade do transporte coletivo para Idosos

por Assessoria de Comunicação publicado 17/11/2020 08h22, última modificação 17/11/2020 08h22

Em resposta à Indicação nº 328/2020 do Vereador Geraldo Luís Andrade (Geraldão) (Avante), aprovada na primeira reunião Ordinária de outubro (06), a Prefeitura reestabeleceu no dia seguinte (07) a gratuidade no uso do transporte coletivo no Município para idosos, deficientes e demais enquadrados na Lei nº 2.588/2016, por meio do Decreto nº 5.553/2020. A retomada sucedeu a adesão de Viçosa ao programa 'Minas Consciente', que não obriga a suspensão de gratuidade aos idosos.

Apresentando sua motivação na reunião Ordinária da terça-feira (13), Geraldão destacou o prejuízo que recaiu sobre os idosos com a suspensão do “Passe Livre”, imposta desde 23 de março, por causa da pandemia da COVID-19. “A qualidade de vida dos cidadãos de mais idade vem sendo afetada. A suspensão da gratuidade nos transportes públicos tinha o intuito de diminuir o trânsito de pessoas e a propagação do vírus, mas os idosos não estavam ficando em casa, e arcando com as despesas de sua própria locomoção”, afirmou, fazendo referência comemorativa ao Dia do Idoso (1º).

De acordo com a Prefeitura, para ter acesso ao benefício, o idoso deve apresentar o documento de identidade no momento do embarque. Além disso, os que não forem cadastrados devem preencher o formulário disponibilizado pela Viação União.

Parlamento do Idoso

Atuando enquanto defensor dos direitos dos idosos, Geraldão embasou sua cobrança na vivência tida no Parlamento do Idoso, um projeto da Câmara Municipal, desenvolvido pela Escola do Legislativo, instituído pela Resolução nº 006/2017, de sua autoria. O Projeto tem como objetivo possibilitar aos idosos a compreensão e a vivência do processo legislativo por meio da participação em jornada parlamentar, com certificação e exercício do mandato.

*texto do estagiário Marcelo Zinato sob orientação de Mônica Bernardi

error while rendering plone.comments