Projetos sobre a emissão de gases em eventos e Zona Industrial são aprovados em 1ª votação

por Assessoria de Comunicação publicado 17/11/2020 08h22, última modificação 17/11/2020 08h22
Substitutivo nº 001/2020 ao Projeto de Lei nº 025/2020 também foi aprovado na sua 1ª votação

Foram aprovados em 1ª votação, durante a reunião Ordinária da terça-feira (10), os projetos de Lei nºs 011 e 069/2020, de autoria, respectivamente dos vereadores Brenda Santunioni (Patriota) e Antônio Elias (PODE), Presidente da Casa Legislativa. Além desses, o substitutivo nº 001/2020, de autoria do Vereador Carlitos Alves (Meio Kilo) (PSDB), que dispõe sobre o Projeto de Lei nº 025/2020 foi validado também em 1ª votação.

Com a justificativa de obrigar a neutralização da emissão de gases em eventos no geral, casas noturnas e boates do Município, a Vereadora Brenda destacou que a ação é necessária para evitar consequências do desequilíbrio causado pelo efeito estufa. “Trata-se de uma iniciativa, também, que visa acompanhar o notório crescimento no Brasil do mercado de shows, que vem buscando ações sustentáveis, e servir de inspiração para nossas cidades próximas a aderirem a causa ecológica”, enfatizou.

Já o Projeto de Lei nº 069/2020, de autoria do Presidente Antônio Elias, busca incluir a área localizada no prolongamento da Av. P.H. Holfs após o imóvel da Universidade Federal de Viçosa (UFV) no perímetro urbano da cidade, que se enquadra no uso e ocupação do solo típicos de Zona Industrial conforme a Lei Municipal nº 1420/2000. A proposta foi apresentada pela Casa do Empresário e teve como coautores os vereadores Helder Evangelista (Cherinho) (PSL), Ronildo Ferreira (DJ Ronny) (PMN) e Raimundo Guimarães (PSDB).

Ambos os projetos voltarão para debate na próxima reunião Ordinária, prevista para terça-feira (17/11), acompanhados do substitutivo nº 001/2020 ao Projeto de Lei nº 025/2020 - que tem como autor o Vereador Idelmino Ronivon (Professor Idelmino) (PCdoB) - de autoria do parlamentar Carlitos Alves, que determina que os estabelecimentos financeiros sejam obrigados a ter vigilantes 24 horas por dia e outras providências. 

*texto do estagiário Thiago Fernandes sob a supervisão de Mônica Bernardi

error while rendering plone.comments