Educação é tema na Tribuna Livre

por Assessoria de Comunicação publicado 18/02/2021 11h28, última modificação 18/02/2021 11h28

Abrindo a Tribuna Livre da reunião Ordinária da terça-feira (16), a cidadã Juliana Dias, alertou e reivindicou sobre a atual situação da educação no município de Viçosa, em especial da primeira etapa da educação básica. Ademais, Rosa Maria Reis, coordenadora do Sindicato Único dos Trabalhadores da Educação (Sind-UTE Viçosa) reforçou a importância do tema, juntamente com a necessidade da defesa e manutenção dos direitos dos trabalhadores.

De acordo com Juliana, o ensino remoto no ano de 2020 obteve resultado satisfatório, tanto para as famílias quanto para os educadores, mas sua preocupação é acerca do calendário para 2021, inexistente até o momento. Segundo ela “o trabalho foi intensificado, os profissionais buscaram sempre manter a qualidade do atendimento. As crianças em casa demandaram mais atenção e cuidado. Somado a isso também estava a insegurança de todos os envolvidos” disse.

A educadora salientou que seu pedido é para que as atividades retornem de maneira remota, tendo em vista que enquanto não houver vacinação para os professores as escolas permanecerão fechadas. Alinhado a isto, o Vereador Daniel Cabral (PC do B), enviou uma indicação ao  poder executivo solicitando que os professores da rede municipal sejam incluídos no grupo prioritário da campanha de vacinação. De acordo com o Vereador “Viçosa é uma cidade educadora, e como tal deve zelar pela saúde de seus professores” afirma. 

O Presidente da Casa Legislativa, o Vereador Edenilson Oliveira (PSD) agradeceu o posicionamento e reforçou que as reivindicações sejam levadas pelo Vereador Bartolomélio Martins (Professor Bartô) (PT), Presidente da comissão de Educação, Ciência e Tecnologia, ao poder executivo para buscar as respostas para os que lutam pela educação, além de reconhecer a importância e grandeza do tema.

Já Rosa Reis, prosseguiu na Tribuna Livre reforçando a importância do Sind-UTE para o Município. A coordenadora menciona as atuais reformas na educação, além de pedir aos trabalhadores que se engajem na causa. Segunda ela, houve a primeira reunião de negociação, foi abordada a carta compromisso com os princípios e reivindicações do sindicato, dentre eles “garantir a manutenção do emprego e dos salários dos servidores”.

O Vereador Marco Evangelista (Marcão Paraíso) (PSDB), propôs que a Casa Legislativa elaborasse um ofício a ser enviado para a Secretaria da educação, com a assinatura dos demais vereadores, de modo que se fizesse efetiva as reivindicações propostas.  

 *texto de Thaís Cal sob a supervisão de Mônica Bernardi


error while rendering plone.comments